Ser Professor do 1.º Ciclo

domingo, dezembro 18, 2005

Primeira entrevista: Turma 1 (17-12-2005)

Foi ontem (sábado, dia 17) concretizada a primeira entrevista com a Turma 1 (2002) sobre a “formação inicial”. Gostaria, para começar, por pedir à Bárbara, à Elisabete, à Joana, à Olga e ao Nuno que falassem um pouco sobre a forma deste (re)encontro, a vossa participação e os sentimentos que suscitou. Tenho para mim que foi uma reunião agradável, mas talvez um pouco longa, situação que teremos de rever na próxima entrevista.
Há outros aspectos que podem também ser alvo da nossa atenção: os materiais utilizados, os tópicos da entrevista, … e, claro, o próprio conteúdo desses tópicos. Se quiserem podem desde já dizer o que entenderem como comentário ou criando novas postagens. Ainda assim, gostava de ter as vossas primeiras reacções. Conforme fosse fazendo as outras duas entrevistas (sobre a “formação inicial”), então aí poderíamos aprofundar outras questões, em conjunto com os vossos colegas - Turma 2 (2003) e Turma 3 (2004).

6 Comments:

  • Tal como referi no meu relatório descritivo sobre a primeira entrevista de grupo, no âmbito deste projecto, penso que foi sem dúvida muito positiva a partilha de ideias e opiniões sobre alguns aspectos basilares da Formação Inicial de Professores do 1º CEB.

    Acho que a sequência da entrevista em termos das questões estava muito bem organizada, na medida em que havia um fio condutor definido abrangendo aspectos fundamentais como metologias de trabalho e avaliação, organização curricular das disiciplinas e também a análise da interligação entre a dimensões da formação: estudo da criança e seu desenvolvimento, componente científica e componente organizacional e pedagógica.

    Gostaria no entanto, que na próxima reunião, tivéssemos mais atenção na gestão dos timings da entrevista e daqueles que se referem à participação dos vários intervenientes.


    Claro, que também considero normal que depois de tanto tempo sem podermos partilhar e conversar sobre as nossas vivências profissionais, houvesse aquele ímpeto em querer referir afincadamente o "que nos ia na alma". ......Penso que seria interessante a Universidade do Minho - IEC, começar a organizar espaços e tempos de encontro, partilha, debates depois do tempo de formação inicial, para pemitir aos formadores percepcionarem como os professores período de indução fazem "a ponte", e para nós, seria uma forma de solidificarmos amizades, e saberes profissionais.

    Deixo assim a minha proposta....

    Um Bom Natal e um Próspero Ano Novo......

    By Blogger Nuno Monteiro, at 12/21/2005 6:39 da tarde  

  • A todos os que lerem este comentário a continuação de Boas Festas e que 2006 seja um ano de paz, saúde, alegria e muita coragem para o desempenho da sua missão neste Mundo.

    Embora “mais ou menos tarde”, venho aqui deixar a minha opinião sobre a Primeira Entrevista de Grupo. Como já foi referido pelo Nuno, foi muito positiva a oportunidade de reflectir sobre as diferentes dimensões da nossa a Formação Inicial e partilhar o quanto me sinto privilegiada em ter sido aluna no IEC. O ambiente gerado, por vezes com alguns, senão com muitos “atropelos”, reflectem a necessidade de opinar, falar, desabafar, enfim…partilhar uma série de ideias, opiniões e concepções que fomos construindo ao longo destes anos de experiência efectiva. Experiência essa que implica, constantemente, cada um de nós num processo de procura e atribuição de “significatividade” às diferentes dimensões da nossa Formação Inicial.
    Talvez, um dos grandes legados dessa formação seja esta capacidade de “sentir necessidade” de reflectir sobre os caminhos que no nosso dia-a-dia decidimos seguir ou construir, bem como, o ir àqueles 4 anos, em busca do que nos pode ou não ajudar.
    Espero que as nossas experiências e as reacções que daí advêm sejam realmente entendidas como uma crítica construtiva, ou como um “humilde” contributo para a Formação Inicial de Professores do 1.º Ciclo do Ensino Básico.
    A quase impossibilidade de gerir o tempo durante esta entrevista foi, em meu entender, também o reflexo da já referida necessidade de partilhar as vivências que cada um teve desde que em 2002 deixou o IEC. Certamente, na próxima entrevista, vamos conseguir gerir melhor o tempo e de forma “mais democrática”. Prometo!

    By Blogger Olga Neiva, at 12/28/2005 12:52 da tarde  

  • Então, o que se passa? Não se esqueceram de mim, pois não? Vá lá, quero ler algumas palavras da BÁRBARA, da ELISABETE e da JOANA sobre esta primeira entrevista. Fico à espera! Obrigado.

    By Blogger Carlos Silva, at 1/06/2006 2:36 da manhã  

  • No final da primeira entrevista no IEC (e apesar das horas) ficou uma sensação agradável... Foi bom rever as pessoas e conversar e discutir os temas abordados. Quando era abordado um assunto, as opiniões eram discutidas e podiam ser diferentes mas havia ali um sentimento de identificação, de pertença... Pertença, se calhar, apenas a um grupo de pessoas que acreditam num determinado conjunto de ideias.Mas podemos pensar ou dizer alguma coisa diferente que todos sabemos o que queremos dizer com aquilo, continuamos a seguir o mesmo fio condutor.
    E porque isso não acontece com todas as pessoas com quem nos relacionamos nas nossas escolas, se calhar ficámos um bocadinho entusiasmados e não fomos muito organizados...

    É bom sentirmos esta cumplicidade com outros colegas porque sentimos necessidade de partilhar as nossas ideias, reflectir, discutir, tirar dúvidas...Talvez esta seja uma mais valia da nossa formação, o facto de nos incutir um espírito aberto, investigador, reflexivo, crítico, em vez da mentalidade de um professor já formado e por isso, conhecedor e inquestionável.
    A nossa formação inicial não foi perfeita (qual é a formação que consegue ser perfeita?), mas já um bocadinho à distância e tendo contactado mais directamente com outro tipo de formação, sinto-me privilegiada por ter estudado no IEC.

    E concordo com o Nuno, era interessante se houvesse um espaço, um tempo de partilha para os professores que sentem esta necessidade poderem trocar ideias e reflectir um bocadinho...

    Um bom 2006 para todos.

    By Blogger Elisabete Rodrigues, at 1/07/2006 4:48 da tarde  

  • Olá a todos!
    Como mais vale tarde do que nunca, aqui vai o meu comentário, já no novo ano!
    Sobre a primeira entrevista tenho pouco a acrescentar, pois não quero repetir o que os meus colegas tão bem souberam expressar…
    O tempo realmente pareceu ser escasso para o tanto que havia a dizer.
    Os tópicos eram claros, distintos e suscitavam sempre novos comentários que pediam o relato de experiências que todos queríamos partilhar.
    Os materiais por nós construídos no tempo da nossa formação e as referências às aprendizagens e dificuldades vividas despertaram uma série de memórias e avivaram a correlação entre a vivência da nossa prática e a formação que obtivemos.
    Penso que o saldo deste encontro foi muito positivo, pois demonstrou que realmente existe uma interferência muito forte da nossa formação na nossa vivência profissional. E embora tenhamos todos pontos de vista diferentes, o que só torna esta troca de experiências mais enriquecedora, há linhas de pensamento estruturantes muito semelhantes.
    Quero desde já agradecer esta possibilidade de enriquecimento profissional ao Prof. Carlos e aos meus colegas e esperar o próximo encontro.
    Tudo de bom para todos.
    JoanaLisboa

    By Blogger Joana Lisboa, at 1/08/2006 8:51 da tarde  

  • Embora também um pouco tarde, não queria deixar de agradecer os primeiros comentários à forma como a entrevista decorreu: ao Nuno e à Olga, que o fizeram há mais tempo; à Elisabete e à Joana, que reagiram ao meu repto.

    A propósito, o que se passa com a Bárbara? Joana, fala com a Bárbara, diz-lhe que não queria passar sem a sua participação! Eu próprio já falei com ela, mas pode ser que a consigas, como amigas que sóis, persuadi-la a participar (a não ser que persistam os problemas técnicos!).

    De qualquer modo, gostava de lançar um desafio ao grupo (honra seja feita ao Nuno), no sentido de se tornarem mais interventivos na dinâmica do blog; estão aí novos comentários e postagens, por isso fico à espera das vossas opiniões (se desejarem manifestar-se, é claro!).

    By Blogger Carlos Silva, at 1/19/2006 1:34 da manhã  

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home